top of page

5 curiosidades sobre Manta Asfáltica

Atualizado: 11 de out. de 2022



A manta asfáltica é um dos métodos de impermeabilização mais utilizados aqui no Brasil, mas que ainda gera dúvidas para muitas pessoas.


Há muitas curiosidades a respeito desse método que são desconhecidos pensando nisso, trouxemos algumas curiosidades sobre manta asfáltica, para esclarecer os principais pontos para você.


Continue acompanhando para saber tudo a respeito desse assunto!


1- A manta asfáltica não é eterna


Parece obvio depois de dito, mas existem muitas pessoas que acreditam que após a aplicação da manta asfáltica não há necessidade de se preocupar nunca mais.


De uma forma geral, a vida útil dela tem entre 5 a 10 anos, quando começa a apresentar problemas de impermeabilização, como: como manchas, descascamento, infiltração... É uma indicação de que está na hora de impermeabilizar novamente a estrutura.


2- Não faça sobreposições


Ainda hoje algumas pessoas sobrepõe a manta nova na manta antiga, o que é um erro, pois isso irá gerar uma grande sobrecarga na laje. Sendo assim, é essencial retirar a manta antiga para que, depois, a nova manta asfáltica seja aplicada diretamente na estrutura para impermeabilizar.


3- Manta asfáltica não fica exposta


Isso mesmo! A manta asfáltica possui uma baixa resistência mecânica e abrasão (tráfego de pessoas e condições climáticas).


Sendo assim, é necessário revesti-la para evitar que sofra danos, como rasgos, que podem colocar em risco sua funcionalidade.


4- Há diferentes tipos de manta asfáltica no mercado


Não há um único tipo de manta asfáltica disponível no mercado para comercialização, como muitos acreditam. O mais normal é a manta tradicional que possui de 3 a 5 mm.


Entretanto, outros tipos de manta asfáltica que estão disponíveis no mercado são:


Manta de Poliéster – é um dos métodos mais comuns de aplicação da manta asfáltica, que pode ser feita através de aderência com asfalto quente, ou com uso de maçarico, não pode ficar exposta, portanto, é necessário um contrapiso. Ideal para aplicação em: lajes externas, lajes de cobertura, térreos, jardins, varandas descobertas, piscinas...


Manta Aluminizada – esta manta é considerada autoprotegida, pois possui uma face de alumínio que é utilizada como acabamento final em áreas não transitáveis. Ideal para aplicação em calhas, viga-calha, telhado, abóboda, marquise...





Manta Ardosiada – possui camada de autoproteção formada por grânulos de ardósia na face superior, não requerendo proteção mecânica. São utilizadas como acabamento final em áreas não transitáveis. Ideal para aplicação em áreas de cobertura com inclinações não superiores a 30%, como: cúpulas, abóbadas...

É também recomendada para estruturas de pequenas deformações.


5- Custo x Benefício


Se estudarmos o custo de uma boa impermeabilização, veremos que varia entre 1% e 3% do custo total da obra. Se os serviços forem executados apenas depois de constatar problemas com infiltrações na edificação já pronta, o custo com a impermeabilização ultrapassa em muito este percentual. Isto porque refazer o processo de impermeabilização pode gerar um acréscimo de 10% a 15% do valor do serviço.


Confira a matéria completa aqui.


Abaixo sugerimos os materiais a serem utilizados no caso de impermeabilização com manta asfáltica. Qualquer dúvida, entre em contato com nosso setor técnico, para esclarecimentos e orientações.


Essas foram algumas curiosidades sobre Manta Afáltica.

Qualquer dúvida, entre em contato com nosso setor técnico, para esclarecimentos e orientações.



17 visualizações0 comentário

Comments


006 (1).png
bottom of page